Os 105 anos do Forte de Copacabana serão comemorados pelas Orquestras Violões do Forte e SindiRefeiçõesRJ, que recebe o instrumentista Armandinho no dia 28 de setembro (sábado), às 18h. Na apresentação, gratuita, o músico se reúne aos demais integrantes para tocar seu inconfundível chorinho, executado com guitarra baiana, sua marca registrada.

     O artista faz sigilo sobre o repertório escolhido, adiantando apenas que suas gravações foram enviadas ao maestro Luiz Potter para ele adaptar os arranjos. O convite para o show surgiu por acaso, quando Armandinho foi convidado pela diretora artística Márcia Melchior para assistir uma das edições, que contou com a parceria do multi-instrumentista Dudu Oliveira, seu amigo. “Adorei! É um trabalho feito com gente muito boa”, elogia.

     Sua participação acontece no show comemorativo aos 105 anos do Forte de Copacabana, fundado em 1914 como parte do sistema de defesa da cidade. Ao longo do tempo, a fortificação esteve envolvida em importantes passagens da história do Brasil, como a Revolta dos 18 do Forte, o primeiro movimento contra o tenentismo no país. Após ser desarmada, tornou-se, além de um sítio histórico, um espaço cultural, virando sede do Museu Histórico do Exércico e abrindo suas portas para diversas projetos como as Orquestras Violões do Forte e SindiRefeiçõesRJ, formada por jovens talentos oriundos de comunidades e da rede pública de ensino.

     A entrada para a apresentação é franca, mediante retirada de senha, distribuída uma hora antes na bilheteria do Forte.