Com supervisão de Cesar Augusto e texto e direção de Eduardo Hoffmann, a peça “Era Medeia” faz uma reflexão sobre machismo, abuso de poder e exposição da vida privada. A montagem estreia hoje (11 de julho) às 18h na Sala Multiuso do SESC Copacabana, e se passa durante os ensaios para uma adaptação do texto “Medeia”, de Eurípedes.
Além de dirigir a obra, Eduardo Hoffmann também atua, no papel do controverso Pedro Lobo, um excêntrico diretor que tenta montar a peça “Medeia” em parceria da insegura atriz, e também sua ex-mulher, Verônica Albuquerque (interpretada por Isabelle Nassar). A tensão provocada por conflitos que vão além do palco permeia as relações construídas a partir de então, e o público passa a ser testemunha de um acerto de contas íntimo entre os personagens.
O espetáculo fica em cartaz durante curta temporada, que vai até 28 de julho. As apresentações ocorrem de quinta a domingo, sempre às 18h.

Serviço:

“Era Medeia”
Temporada: 11 a 28 de julho
Local: Sesc Copacabana (Sala Multiuso) – Rua Domingos Ferreira, 160
Dias e horários: quinta a domingo, às 18h
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência)
Classificação Etária: 14 anos.