A Orquestra Solar Meninos de Luz realizou seu concerto de estreia na tarde do dia 26 de junho, em seu teatro. O conjunto, formado há nove meses, teve encontros semanais nesse período e esse curto intervalo de tempo proporcionou que até os participantes que não tiveram contato com instrumentos previamente se tornassem aptos a se apresentarem. As inscrições já estão abertas para as próximas aulas, que acontecem no próprio endereço e são gratuitas.

O projeto, até então, foi patrocinado pelo Belmond Copacabana Palace e o espetáculo marcou o encerramento dessa parceria. Entretanto, os alunos continuarão a ter aulas gratuitas a partir de agosto, quando um novo apoiador assume a iniciativa. Do total de 40 vagas, muitas estão ocupadas por quem deseja dar continuidade aos ensinamentos, mas ainda há oportunidades para quem deseja ingressar. Para se inscrever, é necessário ou ser aluno do Solar Meninos de Luz ou morar no Pavão-Pavãozinho ou no Cantagalo – não há limite de idade e nem é necessário vínculo com a entidade.

As vagas são disponibilizadas na secretaria da instituição, onde o interessado deve apresentar documento de identidade, comprovante de residência (caso não seja estudante da casa, confirmando viver nas comunidades do entorno) e escolher qual instrumento deseja aprender. Após o início das aulas, todos passarão por um período de adaptação a fim de confirmar se desejam dar continuidade àquele ensinamento ou se preferem conhecer outro.

A apresentação de estreia foi composta por 24 estudantes, uma funcionária da instituição, três moradores da região e quatro músicos convidados para suprir a carência de pessoas tocando determinados instrumentos. A ideia é que na próxima, todos os músicos sejam participantes. De acordo com o programa da apresentação, o violino é o favorito da maior parte dos alunos. Já o contrabaixo não atraiu tantos interessados e seria tocado por um profissional. Viola, flauta transversa, violoncelo, clarineta, trompete e trombone também são lecionados, segundo a página da instituição.

O programa foi composto por composições de Bach e Beethoven, que foram desempenhadas de acordo com o nível técnico de cada um. O resultado agradou o público, que encheu o teatro. Por fim, o coral composto pelas turmas de 1º, 2º e 3º ano do fundamental I do Solar Meninos de Luz também subiu ao palco para o que também viria a estreia deste outro grupo. Ao som da 9º Sinfonia, as crianças cantaram uma letra escrita por elas durante três meses, que exalta a vontade de sorrir, a alegria de viver e a vontade de cada um deles mudarem o mundo com a música.