Em 23 de abril de 2020, Dia Mundial do Livro, Mauricio de Sousa lança o terceiro livro infantil de Monteiro Lobato protagonizado pela turma mais querida da garotada em Live, no Facebook: Caçadas de Pedrinho, Ilustrado por Mauricio de Sousa, com adaptação de Regina Zilberman e tiragem inicial de 10.000 exemplares.

O tema central da live de lançamento é Como o Pedrinho do século XXI vai à caçada? Isso é politicamente correto?*. A live será às 16 horas, e, além do desenhista Mauricio de Sousa, contará com a presença do filósofo e escritor Luiz Felipe Pondé e mediação de Taty Leite (Vá ler um livro). A transmissão será no Facebook @camaradolivro, com a  participação da #arenavirtual da 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo e da CBL Câmara Brasileira do Livro.

Monteiro Lobato continua encantando e cativando seus leitores. Desde 2019, quando sua obra entrou em domínio público, os leitores mirins passaram a ter acesso às mais diversas edições deste autor que, sem dúvida, contribuiu para que inúmeras crianças e jovens adquirissem o hábito e o gosto pela leitura.

Em 2019, Mauricio de Sousa e a Girassol Brasil Edições decidiram abraçar a missão de lançar toda a obra de Monteiro Lobato com os personagens mais carismáticos dos gibis – a Turma da Mônica, com atualização de Regina Zilberman, uma das maiores especialistas brasileiras em Monteiro Lobato. O terceiro livro da coleção, Caçadas de Pedrinho, traz nas orelhas um texto de apresentação assinado pelo filósofo e escritor Luiz Felipe Pondé.

Em apenas dois meses após seu lançamento, Narizinho Arrebitado, que inaugurou a colecão, teve mais de 20.000 exemplares vendidos. Em seguida, Mauricio de Sousa & sua turma chegaram às livrarias com o segundo livro infantil escrito por Monteiro Lobato: O Sítio do Picapau Amarelo, com um afetuoso texto de apresentação da atriz Nicette Bruno (a Dona Benta do Sítio no seriado da TV Globo), publicado pela Girassol Brasil. Ao todo, as duas obras já venderam 30.000 exemplares apenas em 2019.

Agora, chegou a vez de um dos mais emblemáticos livros de Lobato: Caçadas de Pedrinho. E a Girassol Brasil Edições é a primeira editora a publicar no Brasil este título. Logo de íníco, a notícia alardeada pelo Marquês de Rabicó deixa todos no Sítio preocupadíssimos: uma onça está rondando o paraíso de Dona Benta. Ficaram preocupados, sim, mas não acovardados, veja bem. Narizinho, Pedrinho, Emília e todos do Sítio, inclusive o sábio Visconde de Sabugosa, decidem “improvisar” uma caçada à tal onça – mas sem avisar dona Benta e tia Anastácia, claro.

O que a criançada deste sítio não imaginava é que a bicharada contra-atacaria e que durante essa aventura de suspense e cheia de humor e fantasia um rinoceronte fugiria de um circo e fosse para o sítio de Dona Benta…

E como o Pedrinho do século XXI vai à caçada? *

Escrito em um período em que questões como o desmatamento da Floresta Amazônica não era uma tônica e que não se tinha consciência de que o hábito de fumar é extremamente prejudicial à saúde, este Caçadas de Pedrinho teve os trechos originais com enfoques intoleráveis nos dias atuais editados.

Diante da consciência que o mundo conquistou tanto em relação aos direitos humanos quanto a hábitos de preservação ambiental, dentre tantos outros, nesta obra o leitor encontra notas de rodapé com informações complementares contextualizando diversas temáticas, além de esclarecer ao leitor, por exemplo, o significado de nomes e expressões tipicamente brasileiros presentes na obra original mantidas aqui como Orelha-de-paupé de grumixamacacho de brejaúvas, pito de barro, expressões de tratamento (como Espera que te curo), dentre tantas outras informações que sempre enriqueceram e diferenciaram a obra de Monteiro Lobato a partir da década de 1920.

Sem incorrer no tipo clássico de histeria do politicamente correto, mas, ao mesmo tempo, guardando o cuidado para com a necessária sensibilidade que devemos ter com os animais, a narrativa descreve o conflito entre humanos e animais de uma forma criativa e divertida. O mesmo tipo de sensibilidade para com os animais surgirá quando as crianças deverão defender o rinoceronte Quindim de Uganda, raptado da África por um alemão inescrupuloso e caçado pelo “Departamento Nacional de Caça ao Rinoceronte”. Aqui, a narrativa faz uma clara crítica aos abusos praticados por um Estado oportunista. Clássico e atual, o encontro entre Monteiro Lobato e Mauricio de Sousa é uma pérola para a literatura infantil brasileira.

Luiz Felipe Pondé

Filósofo, escritor e diretor do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), professor da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e colunista da Folha de S.Paulo

 Sobre Mauricio de Sousa

Nasceu em 1935 e iniciou sua carreira como ilustrador em Mogi das Cruzes, uma cidade do interior de São Paulo ­– Brasil. Aos 19 anos, mudou-se para a capital e, durante cinco anos, trabalhou no Jornal Folha da Manhã (atual Folha de S.Paulo), escrevendo reportagens policiais. Em 1959 criou seu primeiro personagem, o cãozinho Bidu. A partir daí vieram Cebolinha, Cascão, Mônica, e tantos outros. Em 1970, lançou a revista Mônica. Depois de passar pela Editora Abril e Editora Globo, assinou contrato com a multinacional italiana Panini. Cerca de 150 empresas nacionais e internacionais são licenciadas para produzir mais de três mil itens com os personagens de Mauricio de Sousa; suas criações chegam a cerca de 30 países.

Sobre Luiz Felipe Pondé – orelhas

Luiz Felipe Pondé é filósofo, escritor e diretor do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), professor da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e colunista da Folha de S.Paulo.

 Sobre Regina Zilberman – adaptação

Regina Zilberman é licenciada em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e doutorada em Romanística pela Universidade de Heidelberg, na Alemanha. Seus estágios de pós-doutorado foram realizados na University College (Inglaterra) e na Brown University (Estados Unidos). É professora adjunta do Instituto de Letras, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e pesquisadora 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Autora de diversas obras, entre elas Como e por que ler a literatura infantil brasileira (2014) e Literatura infantil brasileira: uma nova outra história (2017), é uma das maiores especialistas brasileiras em Monteiro Lobato.

Sobre a Girassol Brasil e Mauricio de Sousa

Fundada no ano 2000, a Girassol Brasil nasceu com o objetivo de levar a crianças e jovens leitores livros com altíssima qualidade editorial e gráfica, que pudessem despertar o interesse pela leitura, além de também proporcionar momentos de diversão. Hoje, a editora tornou-se referência no mercado editorial. Com mais de três mil obras publicadas ao longo de sua história, a Girassol Brasil publica obras educativas e interativas, como contos de fadas, fábulas, literatura infantil e de estudo e pesquisa. Os livros também são conhecidos pelo primoroso acabamento: pop-ups, com abas, som e cheiro, que encantam crianças e jovens. Com muita responsabilidade e dedicação, a editora busca constantemente se renovar e ter sempre em seu catálogo obras com as mais modernas tecnologias do mundo gráfico a favor do estímulo à leitura. São mais de 120 títulos ao longo de 12 anos de parceria entre a Girassol e a Mauricio de Sousa Produções.

Lançamento em Live de Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato, ilustrado por Mauricio de Sousa:

Tema da live de lançamento: Como o Pedrinho do século XXI vai à caçada?? Isso é politicamente correto?

 Dia 23 de abril, às 16 horas, com a presença de Mauricio de Sousa, do filósofo e escritor Luiz Felipe Pondé e mediação de Taty Leite (Canal Vá ler um livro: https://www.youtube.com/channel/UCS5a1_ESDuZm8pCZIbavNmQ/videos)

Transmissão no Facebook @camaradolivro – com o apoio da #arenavirtual da 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo e da CBL Câmara Brasileira do Livro

 Serviço:

Livro: Turma da Mônica – Caçadas de Pedrinho

Autor: Monteiro Lobato

Adaptação: Regina Zilberman

Ilustrações: Mauricio de Sousa

Apresentação na orelha do filósofo e escritor Luiz Felipe Pondé

88 páginas; Formato: 23 x 30 cm; R$ 39,90/cada; Editora: Girassol Brasil Edições