Florence Vigner (Foto: Divulgação)

Em sua 15ª edição, o RioHarpFestival ganha sua primeira versão online em 2020. Adiado de maio para agosto e adaptado às circunstâncias da quarentena, o festival apresenta, até 5 de setembro, diversos concertos virtuais. Apoiado pelo Ministério do Turismo – Secretaria Especial de Cultura, através da lei de Incentivos Fiscais e patrocinado pela Eletrobras, o festival está inserido no projeto Música no Museu, criado e coordenado há 23 anos por Sérgio Costa e Silva para a promoção de concertos gratuitos no Brasil e no exterior.

Vanja Ferreira (Foto: Divulgação)
Jana Boušková (Foto: Vojtěch Vlk)

Todos os concertos são virtuais e gratuitos, previamente gravados e editados para o formato da plataforma do projeto. Cerca de metade dos vídeos são inéditos, especialmente gravados para o festival. A vasta programação inclui ainda a palestra do pianista e pesquisador Newton Nazareth, sobrinho-neto de Ernesto Nazareth, que falará sobre a história da harpa, desde a mitologia grega, com o deus Apolo e sua lira, até os dias de hoje, falando de sua chegada à Europa, trazida por comerciantes fenícios e egípcios, e da lira tartésica, característica de uma civilização ibérica desaparecida. Com 50 minutos de duração, a palestra será apresentada em seis dias ao longo do festival.

Kobie Du Pleiss (Foto: Divulgação)
Maria Palatine (Foto: Divulgação)

As apresentações podem ser assistidas em www.rioharpfestival.com.br e www.musicanomuseu.com.br. Confira a programação:

Nobang Ensemble (Foto: Divulgação)

3 de agosto (segunda-feira)

13h

Florence Sitruk (harpa) – Alemanha

15h

Cristian Rodrigues, trio – Chile

17h

Palestra “A história da harpa”, com Newton Nazareth (musicista e pesquisador)

4 de agosto (terça-feira)

13h

Grupo Seiha Brasil de Kioto – Komyo Tambores do Japão

15h

Raoul Morreti (harpa) – Itália

5 de agosto (quarta-feira)

13h

Pia Salvia (harpa) – Bélgica

15h

Maria Rosa Calvo y Manzano (harpa) – Espanha

6 de agosto (quinta-feira)

13h

Ernesto Guerra, (harpa) – Equador

15h

The Transatlantic Hot Club, – Ben Creighton (harpa) – País de Gales

7 de agosto (sexta-feira)

13h

Navayemher Band e Nobang Band (Irã)

15h

Trio D’Ambrosio: Maria Helena Andrade (piano), Maria Célia Machado (harpa) e Aizik Geller (violino) – Brasil

17h

Palestra “A história da harpa”, com Newton Nazareth (musicista e pesquisador)

8 de agosto (sábado)

13h

The Transatlantic Hot Club: Ben Creighton (harpa) – País de Gales

15h

Grupo Seiha Brasil de Kioto – Komyo Tambores do Japão

9 de agosto (domingo)

13h

Alcides Sotelo (guitarra) e Alcides Sotelo Jr. (harpa) – Paraguai

15h

Tatiana Henna (harpa) e Orquestra Música para Todos, do Piaui, sob regência de Eliasar de Carvalho (Brasil)

10 de agosto (segunda-feira)

13h

Prem Ramam- Índia – e Al Nur Kibir- Líbano

15h

Ecos Latinos, com Patrice Fisher – Estados Unidos – e Orquestra Violões do Forte – Brasil

11 de agosto (terça-feira)

13h

Thoward Jorgensen (teremin) – Holanda – e Al Nur Kibir – Líbano

15h

Gabriela Garcia , harpa – Bélgica

17h

Palestra “A história da harpa”, com Newton Nazareth (musicista e pesquisador)

12 de agosto (quarta-feira)

13h

Florence Sitruk (harpa) – Alemanha

15h

Maria Palatine (harpa) Bélgica

13 de agosto (quinta-feira)

13h

Thoward Jorgensen, teremin – Holanda

15h

Naja Mohoric, harpa – Eslovênia

14 de agosto (sexta-feira)

13h

Yerko Lorca, corá – Espanha

15h

Trio Artemisia – França/Itália

17h

Palestra “A história da harpa”, com Newton Nazareth (musicista e pesquisador)

15 de agosto (sábado)

13h

Beatriz Cortesão (harpa) – Portugal

15h

Edith Gasteiger (harpa) – Áustria

16 de agosto (domingo)

13h

Yerko Lorca (corá) – Espanha – e Kuan Yin (harpa) – Taiwan

15h

Duo Angela Madjarova (harpa) – Bulgária – e Katerina Kitov (harpa) – Grécia

17 de agosto (segunda-feira)

13h

Sasha Boldachev (harpa) – Rússia

15h

Yens Ever (harpa) – Peru

18 de agosto (terça-feira)

13h

Maria Rosa Calvo y Manzano (harpa) – Espanha

15h

Florence Sitruk (harpa) – Alemanha

19 de agosto (quarta-feira)

13h

Elizabeth Remy Jonhson (harpa) – Estados Unidos – Orquestra de Cavaquinhos de Cabo Frio – Brasil

15h

Thoward Jorgensen (teremin) – Iolanda

20 de agosto (quinta-feira)

13h

Nobang Band e Navayemher Band (Irã)

15h

Duo Angela Madjarova (harpa) – Bulgária – e Katerina Kitov (harpa) – Grécia

21 de agosto (sexta-feira)

13h

Jacques Vandelvede (harpa) – Bélgica

15h

Trio D’Ambrosio: Maria Helena Andrade (piano), Maria Celia (harpa) e Aizik Geller (violino) – Brasil

22 de agosto (sábado)

13h

Pia Salvia (harpa) – Bélgica

15h

Odal: Jonca (harpa, hanpan e flauta), Arthur Jalonetsky (guitarra). Participação especial, Marina Appelt (voz) – Brasil – e Gabriela Garcia (harpa) – Bélgica

23 de agosto (domingo)

13h

Walter d´Harpa, harpa – Argentina

15h

Cristian Rodrigues, trio – Chile

24 de agosto (segunda-feira)

13h

Grupo Seiha Brasil de Kioto – Komyo Tambores do Japão

15h

Yens Ever (harpa) – Peru

17h

Palestra “A história da harpa”, com Newton Nazareth (musicista e pesquisador)

25 de agosto (terça-feira)

13h

Tatiana Henna (harpa) e Orquestra Música para Todos, do Piaui, sob regência de Eliasar de Carvalho (Brasil)

15h

Naja Mohoric (harpa) – Eslovênia – e Cheyenne Brown – Estados Unidos/Escócia

26 de agosto (quarta-feira)

13h

Luiz Zaracho (harpa) – Paraguai

15h

Lucas Petroni, harpa (Argentina)

27 de agosto (quinta-feira)

13h

Alcides Sotelo (guitarra) e Alcides Sotelo Jr. (harpa) – Paraguai

15h

Ernesto Guerra – Equador

28 de agosto (sexta-feira)

13h

Lucas Zaracho, harpa (Paraguai)

15h

Pia Salvia (harpa) – Bélgica

17h

Palestra “A história da harpa”, com Newton Nazareth (musicista e pesquisador)

29 de agosto (sábado)

13h

Vanja Ferreira (harpa) – Brasil

30 de agosto (domingo)

13h

Burning Symphony: Jonathas Faganello (harpa) – Brasil

15h

Alcides Sotelo (guitarra) e Alcides Sotelo Jr. (harpa) – Paraguai

31 de agosto (segunda-feira)

13h

Jana Bouskova (harpa) – República Tcheca

15h

Tatiana Henna (harpa) e Orquestra Música para Todos, do Piaui, sob a regência de Eliasar de Carvalho – Brasil

15h

Kobie du Plessis (harpa) – Àfrica do Sul

17h

The Celtic Harp Orchestra – Itália

1º de setembro (terça-feira)

13h

Enrico Euron, trio: Enrico Euron (harpa céltica), Sara Cesano (violino e voz) e Giancarlo Bonino (percussão e salterio) – Itália

15h

Grupo Seiha Brasil de Kioto – Komyo Tambores do Japão

2 de setembro (quarta-feira)

13h

Florence Sitruk (harpa) – Alemanha

15h

Maria Rosa Calvo y Manzano (harpa) – Espanha

3 de setembro (quinta-feira)

13h

Jacques Vandelvede (harpa) – Bélgica

15h

Kobie du Plessis (harpa) – África do Sul

4 de setembro (sexta-feira)

13h

Carolina Coimbra (harpa) – Portugal

15h

Nando Araujo (harpa) – Brasil

17h

Palestra “A história da harpa”, com Newton Nazareth (musicista e pesquisador)

5 de setembro (sábado)

13h

Edith Gaesteiger – Belgica

15h

Naja Mohoric (harpa) – Eslovênia e Cheyenne Brown – Estados Unidos/Escocia