Integrantes do “Além do Morro” com parte do material que será distribuído aos alunos

O grupo “Além do Morro”, mantido por moradores do Leme, firmou parceria com o “explicaENEM”, um preparatório para o exame oferecido de maneira online e gratuito destinado a estudantes da rede pública e em situação de vulnerabilidade social. Com o convênio, os moradores das comunidades atendidas pela ação social (Babilônia e Chapéu-Mangueira) terão prioridade na seleção para as aulas. As inscrições podem ser feitas até 11 de outubro através do formulário disponível em www.linktr.ee/explicaenem.

Ao todo, o curso já conta com 1 mil alunos, divididos em seis turmas desde maio, quando ele foi criado por Maria Eduarda Marszalek, que, junto de Talísia Wayhs Crass e Giovanna Chaves, inscreveu a proposta em um programa da Embaixada Americana que visava estimular projetos voluntários que gerassem impacto na sociedade por meio da pandemia por meio da associação Alumni USBEA (United States – Brazil Exchange Alumni). Com esse apoio, a ideia saiu do papel e, nessa reta final para a edição 2020 da prova, abre vagas para mais 500 interessados.

As aulas englobam videoaulas, acompanhamento através de mentores, plantão de dúvidas, correção de redações, simulados e apostilas distribuídas pelo próprio projeto, sem custo algum, durante os quatro meses que faltam até a data da prova. Devido ao curto intervalo de tempo, os conteúdos comumente mais cobrados no exame serão priorizados nesse intensivo e os demais, ensinados de maneira resumida. Todos os 300 profissionais envolvidos são voluntários, muitos deles professores de instituições renomadas como a UFRJ e o Instituto Militar de Engenharia.

Os alunos serão selecionados com base em alguns critérios. Os interessados devem escrever um pequeno texto, com mínimo de 500 caracteres, descrevendo sua motivação para participar das aulas. Em meio aos escolhidos, serão priorizados os que estão cursando o 3º ano do Ensino Médio na rede pública e também os indicados pelo “Além do Morro”, cuja biblioteca foi contemplada com aproximadamente 1 mil livros doados pela equipe do “explicaENEM”.

A nova oportunidade de ingresso no curso abre também vagas para alunos com necessidades específicas como autistas, deficientes visuais ou auditivos, cegos, surdos, entre outras. Em paralelo, os vídeos no Youtube estão recebendo legendas em portugues e o Instagram do grupo, tornando-se mais acessível através de medidas como o uso da hashtag #PraCegoVer, que descreve, por escrito, os elementos presentes nas imagens publicadas. “Vamos fazer de tudo para nos adaptarmos a todos”, promete Talísia.

Mais informações podem ser obtidas em www.instagram.com/explicaenem.