A Sociedade Amigos de Copacabana (SAC) firmou parceria com o Instituto PDA, braço social dos supermercados Pão de Açúcar, para arrecadar doações de alimentos para serem doados a segmentos sociais mais necessitados No momento, a beneficiada é a Associação do Comércio Legalizado de Praia (Ascolpra), que fará as entregas aos barraqueiros que estão sem trabalhar. As doações podem ser feitas na loja da Av. N. S. de Copacabana, 493.

“É conveniente: quem vai lá pode comprar algo a mais e doar”, palpita o presidente da SAC, Horácio Magalhães, que propôs a parceria a algum supermercado para facilitar as entregas. Logo, a SAC tornou-se uma das entidades cadastradas pelo Instituto PDA, dando início à ação que, nos primeiros 15 dias, reuniu 300kg de alimentos, transformados em, aproximadamene, 30 cestas básicas.

Todo o resultado da arrecação foi documentado antes de ser entregue à Ascolpra, que continuará sendo beneficiada no próximo ciclo. “Só em Copacabana, são uns 200 barraqueiros. Foi um dos primeiros segmentos a parar e praia segue proibido”, aponta Magalhães. Segundo ele, a associação que está recebendo as doações foi contemplada, no começo do isolamento social, com algumas cestas básicas doadas pela Prefeitura, mas elas não atenderam a todos – portanto, a prioridade é ajudar os que ficaram de fora da primeira vez.

Por ser uma campanha permanente, a ideia é que, em cada entrega, seja escolhido algum nicho que, naquele momento, precise da ajuda. Mais informações podem ser obtidas em www.facebook.com/amigosdecopa.