A Biblioteca Parque Estadual (BPE), anteriormente Biblioteca Estadual Celso Kelly, realizou na tarde do dia 27 de novembro a inauguração de uma placa em homenagem ao escritor, professor e jornalista de nome homônimo. Na cerimônia, o filho de Kelly, o produtor musical João Roberto Kelly, agradeceu aos amigos próximos e familiares presentes pela recordação à memória do pai, falecido em 1979. O evento foi promovido pela Secretaria do Estado de Cultura, representada pelo superintendente de Leitura e Conhecimento, Juca Ribeiro, e pela Direção Administrativa da BPE, sob responsabilidade de Monique Ribeiro.

Celso Kelly foi presidente da Associação Brasileira de Imprensa, secretário de Educação do antigo Estado da Guanabara, diretor do Teatro Municipal e autor de mais de 20 livros sobre educação e arte, além de ter instalado o Conselho Federal de Educação. “O Celso era uma pessoa muito especial. Esse momento é muito significativo e esse espaço é um privilégio. É essencial que alguém se preocupe não só com a manutenção da biblioteca, mas com a utilização real e frequente deste ambiente. Temos de reconhecer a figura exemplar do Celso, tanto como jornalista como educador”, diz a aposentada Júlia Azevedo, que trabalhou com Kelly.

Para o filho João Roberto, a BPE tem tudo a ver com o pai: “Só lembro dele no meio de livros. Ele era um homem simples e este lugar reflete isso”, afirma. A biblioteca, localizada ao lado da Central no Brasil, lugar de intensa movimentação, possui livre acesso, sem grandes burocracias e com facilidade de cadastro, no qual a população pode ter acesso a revistas, quadrinhos e jornais em um ambiente confortável. “Esta é uma festa de recordação”, comemora emocionado. Ele convidou a cantora Luciene Franco para cantar a música “O rancho da Praça Onze”, uma das preferidas de seu pai. Luciene foi a primeira a interpretar a canção, escrita pelo produtor musical em parceria com o saudoso Chico Anísio, na TV Rio.

Após seis anos fechada para obras de modernização, a BPE foi reinaugurada em 2014 como a matriz da rede de Bibliotecas Parque do Governo do Rio de Janeiro. Fazem parte do projeto também a Biblioteca Parque de Manguinhos, a Biblioteca Pública de Niterói e a Biblioteca Parque da Rocinha. São mais de 250 mil itens, entre livros e filmes, além de teatro, auditório, estúdio de som e salas multiusos. Para visitar, o endereço é: Av. Presidente Vargas, número 1261, no Centro, com horário de atendimento ao público de 10h às 18h.