O aniversário de Copacabana é realizado em julho e para marcar a data, o movimento comunitário do bairro promove uma festa no canteiro central da Avenida Atlântica, entre as ruas Figueiredo Magalhães e Santa Clara, das 9h às 13h do dia 8 de julho. Neste ano, a celebração, além de marcar a data, terá como foco a acessibilidade e traz programação variada visando apresentar trabalhos de pessoas com necessidades específicas. A participação é franca.

Ao longo de toda a festa, o público poderá conhecer a cronologia do bairro, que completa 126 anos de integração à cidade em 2018 – a data foi calculada a partir da inauguração da conexão entre a linha de bonde que atendia a região e a que conduzia ao Centro, em 7 de julho de 1892. Cartazes lembrarão desde quando a área era um grande areal deserto usado como esconderijo por escravos fugitivos até os grandes eventos recentes, como os jogos olímpicos.
Paralelamente, artistas plásticos que pintam com os pés e a boca estarão presentes demonstrando suas técnicas de trabalho. Eles serão levados pelo movimento Nós Na Fita – Fazendo O Bem Sem Olhar A Quem, que promove também apresentações com a tecladista Gláucia Leite e do músico João do Cavaco, ambos cegos; da dançarina cadeirante Bebel Rodrigues, que se apresenta com o professor coreógrafo Estefânio Vieira; dentre outras atrações. Os deficientes visuais também serão representados pela pelo presidente do grupo Anjos de Visão, Waldir Lima, que dará uma prévia de seu trabalho, e pela Associação Girassol, que realiza um desfile de roupas recicladas produzidas por um estilista com baixa acuidade visual e que terá como modelos os próprios participantes do grupo, que ainda apresentarão coreografias de dança de salão e oferecerão massagem.

Haverá também show do cantor Cézar Guerreiro, com repertório dedicado a músicas sobre Copacabana; e apresentação da banda da Polícia Militar e dos cães da corporação. A abertura do evento fica por conta do ator Fernando Reski, que promete animar o público com seu bom humor característico. Na área de saúde, serão oferecidos gratuitamente serviços como medição de glicose capilar e aferição de pressão arterial, promovidos pela Drogaria Galanti. A clínica Consulta Carioca também estará presente com uma equipe multidisciplinar composta por oftalmologistas, nutricionistas e outros profissionais da área de saúde que esclarecerão dúvidas acerca do tema.

O público ainda será agraciado com buquês oferecidos pelo grupo Flor Generosa, que recolhe flores usadas em arranjos de casamentos e as reutiliza montando buquês geralmente entregues para idosos residentes das casas de repouso. Na data, voluntários estarão na orla presenteando, prioritariamente, a terceira idade que estiver caminhando pela região.

São também os idosos que farão o encerramento da festa, através da percussão da Casa de Santa Ana, da Cidade de Deus. O grupo

A festa conta com apoio do Clube Israelita Brasileiro, do supermercado Zona Sul e do Instituto de Eventos Ambientais.

Programação (sujeita a alterações)
9h: Abertura com a tecladista cega Gláucia Leite
9h15: Dançarina cadeirante Bebel Rodrigues, acompanhada do professor coreógrafo Estefânio Vieira
9h30m: Apresentação de Fernando Reski e apresentação do cantor Cézar Guerreiro
10h: Banda da Polícia Militar
10h30m: Cães da Polícia Militar
10h50m: Waldir Lima
10h55m: Músico cego João do Cavaco
11h: Aula de zumba com Adryana Segundo
11h15m: Cézar Guerreiro
11h30m: Associação Girassol
12h15m: Movimento Nós Na Fita – Fazendo O Bem Sem Olhar A Quem
12h30m: Parabéns
13h: Encerramento com Casa de Santana
10h30m: Cézar Guerreiro
11h15m: Associação Girassol

12h: Movimento Nós Na Fita – Fazer O Bem Sem Olhar A Quem

12h45m: Parabéns

13h: Encerramento