A Caixa Cultural Rio de Janeiro recebe, até 11 de agosto, de quinta a domingo, às 19h, o espetáculo “Kondima – sobre travessias”, da companhia de teatro Troupp Pas D’argent. A peça conta a história de quatro pessoas em um pequeno bote no meio do oceano, à deriva, que vão em busca de uma vida melhor, destacando a certeza da igualdade dos seres humanos quando perdem tudo o que têm.

“Kondima” é uma palavra pertencente ao dialeto Lingala, falado em tribos da Angola e da República Democrática do Congo, que significa “acreditar”. O quinto espetáculo da Troupp estreou em novembro de 2018, no Sesc Copacabana (RJ), e apresenta como questão central os refugiados. Através de uma Doc. Ficção teatral, a montagem se funde com o documentário, a realidade se mistura com a ficção. E entre relatos verídicos de violências, travessias e sonhos, os estilhaços dessas vozes se cruzam e se entrelaçam de forma irreversível.

A Troupp Pas D’argent buscou incentivar o protagonismo de pessoas que se encontram em situação de refúgio e convidou a atriz e cantora Ruth Mariana para participar do projeto. Ruth é meio congolesa, meio angolana, e veio para o Brasil solicitando refúgio por conta das guerras civis na República Democrática do Congo. A peça é construída com base em relatos de pessoas de diversos lugares do mundo: sobreviventes do tsunami de 2004, na Tailândia; refugiados da Síria na Alemanha e França; vítimas da crise humanitária na fronteira da Venezuela e refugiados da África no Rio de Janeiro e São Paulo.

A diretora Marcela Rodrigues destaca a importância de se abordar o tema. “Em 2014, eu comecei uma jornada que iria mudar a minha vida para sempre. Peguei a minha câmera e fui para a Tailândia (Phuket). Lá, conversei com sobreviventes do tsunami de 2004, que devastou diversos países do sul da Ásia, levando milhares de pessoas a deixarem as suas casas em busca de refúgio em outros países.”, conta. “É preciso ‘ver com os olhos livres’, ou seja, longe das amarras do preconceito ou do comodismo. Estar em nosso próprio nicho, torna difícil ter a visão profunda da violência cotidiana e dolorosa que outro grupo, de outro país, ou outra cultura sofre. Pessoas que sobrevivem ou morrem a cada dia. Olhar o outro é ver de verdade, é enxergar além, ver o que por vezes desviamos nossa atenção.”, afirma a diretora.

Serviço:

Peça Kondima – Sobre Travessias

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena (Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro – Metrô e VLT: Estação Carioca)

Data: de 01 a 11 de agosto de 2019 (quinta a domingo)

Horário: 19h

Informações (21) 3980-3815

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 13h às 20h

Duração: 60 min

Classificação Indicativa:16 anos

Capacidade: 176 lugares (sendo 3 para acessibilidade)

Acesso para pessoas com deficiência