Luisa Lins

     A peça “Rugas” reestreia em sua 6ª temporada e fica em cartaz até dia 16 de fevereiro. A trama aborda questões sobre a velhice e como pode ser poderosa e criativa. O enredo envolve interação com o público, instigando a plateia. Dirigido por Amir Haddad, o espetáculo está em cartaz aos sábados e domingos às 18h30min no Teatro Glaucio Gill, em Copacabana.

     Com sucessos dos anos 50, “Rugas” conta com músicas como “Meu mundo caiu”, de Maysa Matarazzo; “Fascinação”, de Elis Regina; “Bodas de Prata”, de Maria Bethânia e “Que será”, de Doris Day. A história interpretada por Claudiana Cotrim e Vanja Freitas, gira em torno de uma cientista gerontóloga que estuda o envelhecimento e quer fazer o tempo parar.

     O espetáculo já foi apresentado no Festival FITA (13ª Festa Internacional de Teatro de Angra) e no Teatro da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói. Segundo o diretor, o tema é importante, tocante e delicado, mas perigoso. “ Qualquer resvalo para o melodrama pode colocar atores, personagens e a plateia num beco sem saída. Não somos eternos,seria insuportável se fôssemos. Por isso a vida, assim como o teatro, tem que ser vivida até o fim, como se fôssemos eternos. Eternamente velhos, eternamente novos”- finaliza.

Serviço:

Temporada: Até dia 16 de fevereiro

Direção: Amir Haddad

Local: Teatro Gláucio Gill- Praça Cardeal Arcoverde (S/nº)

Informações: (21) 2332-7904

Dias e Horários: Sábados e domingos às 18h30min

Classificação: Livre

Duração: 70 min

Ingressos: R$ 50,00(inteira) e R$25,00 (meia)