Luisa Lins

     O Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) inaugura a exposição Terra do Papangu: Máscaras de Carnaval de Bezerros (PE)” e apresenta máscaras de papangus, o principal personagem do Carnaval da cidade pernambucana. A mostra é inaugurada dia 13 de fevereiro e segue em cartaz até 15 de março, na Sala do Artista Popular (SAP), no Catete. As visitas podem ser feitas de terça a sexta, das 11h às 18h e sábados, domingos e feriados, das 15 às 18h.

     A exibição possui diferentes estilos de máscaras produzidas artesanalmente. Algumas têm tons mais sóbrios, com uma variação menor de cores; outras são bastante coloridas, com contornos dourados e inspiração veneziana. Os interessados ainda podem levá-las para casa, já que há a possibilidade de os visitantes as adquirirem.

     O papangu passou por diversas transformações ao longo de sua história. Há várias versões sobre sua origem, mas o que sempre o caracterizou foi o fato de que sua fantasia cobre a pessoa por inteiro, escondendo todas as partes de seu corpo, para que ela não seja identificada. Há uma suposição de que o nome do personagem tem origem por conta da principal iguaria da culinária local, que é o angu, e por isso essa figura é chamada de papangu. De acordo com a artista Josy Santos, o papangu não tem sexo e são como os anjos. “Ele disfarça a voz, o andar e tudo o mais, nunca se sabe quem está por trás daquela máscara”, finaliza.

Serviço:

Local: Museu de Folclore Edison Carneiro – Rua do Catete, 179

Informações: 21 3826-6460

Data: de 13 de fevereiro a 15 de março

Dias e horários: Terça a sexta, das 11h às 18h e sábados, domingos e feriados, das 15 às 18h.

Entrada franca