A cantora Paola Matos lançou um financiamento coletivo para custear os gastos da gravação de seu segundo CD, “Cor”. Moradora do Leme, a moça vem se destacando no cenário musical com repertório voltado para o samba e a MPB e planeja lançar seu novo trabalho no segundo semestre deste ano.

Paola mora no Rio há dois anos e pela primeira vez promove uma campanha como essa, esperando o apoio de quem apoia a causa cultural. Através da plataforma Kickante, todos podem ajudar com valores a partir de R$20, que são convertidos em recompensas para o doador. A menor ajuda garante ao beneficiário uma cópia do álbum autografada e agradecimento no encarte – ou seja, funciona como uma pré-venda. Esse presente é dado para todos os colaboradores, que, conforme aumentam as doações, recebem em troca outros itens adicionais que podem ser desde artigos de beleza até ingressos para seus shows.

Seu primeiro trabalho em estúdio, “Brasileirice”, foi lançado em 2013, enquanto Paola ainda vivia no Rio Grande do Sul (a moça é natural de Palhoça). Ainda naquele estado, o álbum foi duplamente reconhecido no Prêmio Açoriano de Música, promovido pela Prefeitura de Porto Alegre, nas categorias Melhor Instrumentista de MPB, entregue ao tecladista Cristian Sperandir, e Cantora Revelação, que laureou a própria estrela.

Paola chegou ao Rio há dois anos e afirma que o Beco das Garrafas foi o espaço que mais a acolheu. “Perdi a conta de quantos shows fiz lá”, diz. Ainda assim, apesar do sucesso, confessa que a cidade é complicada de trabalhar. “Há poucos lugares de portas abertas para os iniciantes”, opina, complementando que, após conseguir se firmar, fica mais fácil se apresentar. Em suas exibições, ela mescla o repertório autoral de “Brasileirice” com clássicos da MPB, como músicas de Gonzaguinha, Elis Regina e outros nomes consagrados.

O novo CD se chamara “Cor”, nome escolhido pela própria artista. “É um elemento de comunicação forte e quero fazer uma analogia entre as sensações. Que cor essa música traz para você?”, questiona Paola, apostando nessa sinestesia como o leme do álbum, cujas faixas ainda estão sendo selecionadas: “Brinco que já escolhi 13, das 12. É muito difícil! Há muita coisa que considero boa”, finaliza.

Os interessados em colaborar com a produção de “Cor” podem fazer através do link www.kickante.com.br/campanhas/album-paola-matos.