Na manhã do dia 17 de março, a Praia do Flamengo foi cenário de uma remada ecológica promovida pelo Stand Rio Carlão, que oferece aulas de stand up paddle no local. O objetivo foi disseminar a cultura de preservação do meio ambiente e chamar a atenção para os prejuízos trazidos pelos detritos deixado no local.

“Foi uma remada ecológica onde o foco era retirar o lixo da água, mas não apenas para limpar. Nosso impacto na limpeza é muito pequeno, mas o foco principal é a conscientização de que o lixo está indo parar no lugar errado”, aponta um dos participantes, antes de destacar também o desejo de que as grandes empresas e o poder público façam suas partes na retirada e na triagem do material que vai parar na água. Na ocasião, o grupo recolheu materiais como embalagens e sacolas plásticas, guimbas de cigarros, copos de bebidas diversas, garrafas pet, tampas, entre outros.

De acordo com a Agência Europeia de Ambiente, aproximadamente 10 milhões de toneladas de lixo acabam nos mares e oceanos, sendo as embalagens de plástico o principal tipo de detrito encontrado nesses ambientes. Este material, em vez de se decompor, como acontece com os materiais orgânicos, torna-se cada vez mais fragmentado em pedaços muito pequenos – ainda assim, uma garrafa com esta composição pode levar até cerca de 500 anos para virar fragmentos microscópicos. Uma pesquisa do instituto norte-americano Algalita mostrou que, em 2004, havia seis vezes mais fragmentos de plásticos de plâncton nas amostras de água analisadas, o que ameaça diretamente a fauna marinha.

Para entrar em contato com os organizadores, dar uma remada pelo lindo litoral do Rio ou mesmo fazer parte dessa grande inciativa, procure a tenda do Universo Paddle, no Posto 6, em Copacabana.