O programa “Rio+Seguro”, que associa planejamento, inteligência e tecnologia na prevenção à desordem urbana e à criminalidade, completa um ano no dia 3 de dezembro. Sob responsabilidade da Secretaria de Ordem Pública (Seop), a iniciativa atende aos bairros de Copacabana e Leme e, segundo o coordenador da parte policial da operação, Capitão Hugo Coque, houve uma redução de 40% nos roubos e furtos nas ruas dos bairros desde a implementação do projeto. Para o Capitão, o sucesso da ação está na integração da Guarda Municipal com as Polícias Militar e Civil, além da participação de outras secretarias municipais e empresas públicas.

Segundos dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), de dezembro de 2017 a setembro de 2018, os percentuais de crimes como roubos a pedestres, incluindo casos de roubo de celular e em transportes coletivos, em relação ao mesmo período de 2016 e 2017, caíram quase 30%. Essas informações foram divulgadas pelo guarda municipal e assistente do Escritório de Projetos da Seop Roberto Penteado no 2º Fórum Mundial sobre Violências Urbanas e Educação para a Convivência e a Paz, no dia 8 de novembro, em Madrid, Espanha.

No programa, a Guarda Municipal é responsável pela ordem pública, enquanto a Polícia Militar atua contra a criminalidade. São, em média,100 policiais, dispostos em dois turnos, de segunda a sexta, de 7h às 22h, e aos finais de semana, de 8h às 20h. Além do policiamento, o projeto também conta com a participação das Coordenadorias de Controle Urbano e de Licenciamento e Fiscalização (da Secretaria de Fazenda), Vigilância Sanitária (da Secretaria de Saúde), Comlurb, Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos e a Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente, além das Coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer) e Especial de Transporte Complementar (CETC).

O Rio+Seguro usa informações e imagens capturadas por 54 câmeras posicionadas em pontos estratégicos e monitoradas em tempo real pelo Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal, no Centro de Operações Rio (COR), que são enviadas aos smartphones dos agentes que atuam nas ruas dos dois bairros pilotos. Só de janeiro a setembro deste ano, foram 7.242 atividades de videopatrulhamento relacionadas ao controle de delitos, ordenamento urbano e fiscalização de trânsito. As equipes de campo contam ainda com o suporte de dois micro-ônibus como base operacional, dez carros e 33 motocicletas. A população pode contribuir denunciando irregularidades pelo Disque-Rio+Seguro, que funciona no número (21) 98909-1153.