Luiza Lunardi

     Após ficar desempregada em 2016, a gestora de recursos humanos Bárbara Napolitano se viu sem saída, como muitos brasileiros. Mesmo cursando uma pós-graduação em Gestão de Pessoas, não conseguiu uma realocação no mercado de trabalho. Precisando de dinheiro, decidiu começar seu próprio negócio e fundou a “Nápolis Cake”, marca caseira de doces. A microempresa decolou e, desde então, Bárbara acumula prêmios. Em 2018, foi agraciada com a Comenda Emília Amália, título dado pela Editora Posto Seis à mulheres de destaque em suas áreas de atuação, e, mais recentemente, no início de agosto deste ano, foi escolhida para receber o Prêmio da Academia Assaí Bons Negócios 2019.

     Bárbara conta que começou vendendo bolos de pote para colegas da pós-graduação e do curso de inglês. “Peguei as receitas de bolos que minha mãe fazia para mim quando criança. Coloquei a mão na massa, e levei para os cursos. Foi um sucesso desde o início”, afirma. A partir daí, a marca, que hoje conta com dois pontos de venda físicos e diversos revendedores, diversificou o cardápio. “Atualmente foco nos chocolates, como trufas recheadas, barrinhas e ovos de Páscoa. Os bolos eu faço apenas por encomenda para festas e eventos.”

     Mesmo com sua marca indo bem, Bárbara conseguiu um outro emprego em 2017. Apesar disso, o novo cargo não a impediu de continuar com os doces. Em dezembro de 2018, após receber a Comenda Emília Amália, ela mesma decidiu sair da empresa que a contratou, para dar total dedicação à “Nápolis Cake”. “Eu estava meio triste com a vida, achei que não daria para continuar. Receber a Comenda, como uma das mulheres de destaque escolhidas pela Editora Posto Seis, me deu um gás, um novo fôlego para continuar com meu empreendimento”, revela.

    No início de agosto, com as vendas indo a todo o vapor, Bárbara participou de uma semana de capacitação para microempreendedores oferecida pela empresa Assaí Atacadista, com tudo pago, em São Paulo. “Foram mais de 7 mil inscritos, apenas 30 selecionados e 15 ganhadores do Prêmio da Academia Assaí Bons Negócios 2019. Fui a única escolhida do Rio, e ainda saí com o prêmio! Foi uma grande realização, para quem começou somente para suprir uma necessidade financeira do momento”, garante. Hoje em dia, a microempresária, e RH por formação, confessa que seu coração bate forte pela Gastronomia. “Impossível não ter um carinho, depois de ter me aproximado tanto pela área. Ainda pretendo fazer o curso algum dia”, conclui.